SmartLinks

Smart Blog

5 Tendências de SEO para 2018

5 Tendências de SEO para 2018

O SEO (Search Engine Optimization) continua em constante adaptação aos novos cenários apresentados pelo Google e outros motores de pesquisa.

Aos profissionais de marketing e SEO compete-lhes fazer a previsão das tendências de SEO para antecipar necessidades e detectar oportunidades.

As previsões que se seguem são baseadas em mudanças no algoritmo que ocorreram nos últimos anos. Estas previsões afetarão a forma como os profissionais de marketing trabalham o SEO.

 

  1. Semântica SEO e Inteligência Artificial

Embora possa não parecer, porque usamos todos os dias, a linguagem e a comunicação é um ato complexo, lógico e criativo. De igual forma a linguagem artificial e a semântica de SEO são um ato complexo, não sendo fácil processar por algoritmo.

Mas os avanços são surpreendentes, se existe uma empresa capaz de se destacar em PNL (Linguagem de Programação Neurolinguista), essa empresa é a Google!

Em 2018, podemos esperar uma melhoria progressiva e constante nos resultados de pesquisa. Já vimos isso acontecer antes, quando o Google integrou algoritmo o RankBrain.

Como é que devemos posicionar um site? Através de Keywords, Keywords long tail.

 

  1. Até 2020, 50% das consultas do Google serão pesquisas por voz

Ora aqui está uma novidade! Mas como funcionam as pesquisas por voz? As principais características são:

  • Pesquisas muito específicas.
  • Pesquisas focadas em encontrar soluções.

O Google está cada vez mais tendencioso com os dispositivos móveis por conta da geolocalização.

Esta funcionalidade vai permitir, procurar a localização de um restaurante pelo telemóvel.

Por exemplo, poderá questionar em voz alta: “Qual é o restaurante Italiano mais perto?”

A funcionalidade de alta voz poderá ser útil para a ativação de conteúdos como FAQs, que já desempenham um papel importante na estratégia de conteúdo.

Do ponto de vista de SEO como é que devemos desenvolver as pesquisas por voz no Google?

 

  1. Mobile SEO em 2018!

Outra tendência de SEO está relacionada com a otimização para dispositivos móveis.

De acordo com as estatísticas do ano passado, 49,7% das visualizações de páginas da Web foram feitas por dispositivos móveis, e a tendência será para aumentar.

A indexação em dispositivos móveis já foi oficialmente lançada. O projeto Accelerated Mobile Pages (AMP) é um código para melhorar a experiência móvel.

O que pode fazer para adaptar e otimizar o seu website para mobile?

Adicionar a tecnologia AMP pode ser uma boa ideia. Esta tecnologia permite que o site seja carregado em menos de um segundo, e talvez até o beneficie nas SERPs (Search Engine Results Page).

Outra opção é utilização as PWAs (Progressive Web Apps) que tem um comportamento de website em desktop e similar a uma App em ambiente mobile, podendo inclusive ser guardadas para uso offline no smartphone.

Para além disto deve ter em mente questões de webdesign, UX (User Experiencie) e desenvolvimento responsive.

 

  1. Fatores UX continuam a ganhar peso em SEO

Parece uma implicação óbvia, certo?

Caso não se tenha apercebido, nos últimos anos, os fatores relacionados com UX têm assumido cada vez mais importância no SEO.

Quando se trata de fatores de experiência de navegação, o Google valoriza:

  • Taxa de cliques (CTR): a percentagem de cliques das SERPs.
  • Taxa de rejeição: percentagem de usuários que visita a página e logo de seguida abandona o site sem clicar numa outra página.
  • Páginas por sessão: o número de page views que o usuário visita.

 

  1. Backlinks sem link

Os Backlinks são um aspeto central em SEO.

Mas o que são backlinks sem link?

O conceito é simples. O Google agora pode associar-se a uma marca, empresa ou organização e respetivo website sem hiperlinks, sendo apenas mencionado.

Quer isto dizer que os backlinks tradicionais, com hiperligações, se tornarão obsoletos?

Não propriamente. Os backlinks tradicionais desempenharão ainda um papel importante no SEO off-page, mas de forma menos relevante devido ao novo método de ligação.

 

Estas são apenas algumas das tendências que destacamos, com especial enfoque no tema relacionado com inteligência artificial.  A Google tem investido fortemente neste tema e este já começou a mostrar resultados, acreditamos que existe potencial para mais. Mas será que vai atingir todo o seu potencial este ano? Bem, talvez não. Contudo vamos notar alguns avanços, que mudarão completamente a forma como o SEO é feito.

Ainda assim, mesmo com tantas alterações, a mensagem ainda é a mesma – forneça conteúdo poderoso, significativo e relevante. É o mais importante que se pode fornecer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top