SmartLinks

Smart Blog

Alterações no algoritmo do LinkedIn – 2023

Conceito de alterações ao algoritmo, figuras humanas e ícones de computação.

Já sabemos que o LinkedIn é a maior rede social a nível profissional do mundo. É usado por empresas e trabalhadores como meio de divulgação de projetos e marcas, troca de opiniões, procura e oferta de emprego e anúncio de novidades empresariais.

Para aproveitar ao máximo todas as suas potencialidades, é preciso estar ao corrente das últimas alterações no algoritmo do LinkedIn. Os tópicos, as pessoas e os tipos de publicações a que os nossos utilizadores costumam reagir é que vão determinar como o feed vai ser exibido. São esses fatores que o algoritmo do LinkedIn considera para determinar quem vê e o quê.

 

Como será o comportamento do LinkedIn em 2023?

O LinkedIn tem mais de 810 milhões de membros1. Por isso, é natural que o algoritmo processe uma quantidade gigantesca de post por dia, todos eles a tentar ser o mais interessante possível para os utilizadores.

Mas como o principal objetivo do LinkedIn é dar prioridade a conteúdo relevante, que promova o envolvimento entre os seus membros, põe o algoritmo a funcionar segundo critérios muito específicos e constantemente atualizados.

 

Em 2023, são estes os fatores considerados pelo algoritmo do LinkedIn:

 

Conteúdos genuínos

O LinkedIn mede diversos fatores para classificar se um post é relevante para determinada audiência e se tem baixa ou alta qualidade.

Um post pode ser classificado como spam se estiver mal escrito, conter erros gramaticais ou incluir demasiados links.

O que fazer?

  • Evite publicar constantemente – espere pelo menos 3 horas antes do próximo post.
  • Se quiser “tagar” pessoas, limite o tag a 5 contatos.
  • Seja original! Não use hashtags como #comentário, #gostar e #seguir que podem gerar um alerta no sistema. Use 3 ou menos hashtags com palavras fortes.
  • Reveja o post antes de publicar. Assegure-se de que não tem erros, é fácil de ler e que tem relevância.

 

Relevância

É essencial conhecer a audiência e fornecer-lhe conteúdos relevantes. Use o LinkedIn Analytics para analisar a demografia, o nível de interação e a eficácia dos seus posts. Pesquise mais sobre com quem está a comunicar para perceber o que comunicar. Faça gráficos, construa uma persona e crie conteúdos com base nisso.

O princípio da relevância também se aplica a formatos. Sabia que os posts do LinkedIn com imagem captam duas vezes mais comentários do que posts de texto? E que posts em vídeo captam cinco vezes mais envolvimento? Use estes dados para fazer com que as suas publicações cheguem a mais pessoas.

 

Testagem

Quando o post é publicado, o LinkedIn exibi-lo a uma parte dos seus seguidores. Se tiver uma grande envolvência imediata (muitos likes, comentários e partilhas), o post será mostrado a ainda mais pessoas. Mas se ninguém interagir (pior ainda, se a sua audiência o assinalar como spam ou o esconder no respetivo feed) o LinkedIn vai parar de o mostrar.

 

Tempo

O sucesso de um post no LinkedIn é avaliado logo na primeira hora depois da publicação. É vital agendar os posts para a melhor altura.

O que fazer?

  • Publique quando os seus seguidores estão online (não quando estão a dormir!)
  • Cada audiência é única, mas, de uma forma geral, poderá obter resultados ao publicar às 9h00 de uma terça ou quarta-feira.
  • Responda a comentários e questões.
  • Estimule o envolvimento dos utilizadores, por exemplo, com uma pergunta.
  • Publique com consistência.
  • Mantenha-se ativo no LinkedIn ao interagir com outros posts.

 

Envolvência

A sua publicação está a obter reações? Ótimo! Agora, o algoritmo vai enviá-lo para uma audiência mais abrangente. Quem mais vai ver o seu post?

Além do idioma utilizado, das pessoas envolvidas e dos tópicos referidos, o algoritmo vai considerar três indicadores para decidir a quem envia:

  • Proximidade. Antigos e atuais colegas de trabalho, pessoas que já interagiram com as suas publicações no passado vão ser as mais impactadas.
  • Interesse do tópico. Este fator é baseado nos grupos, páginas, hashtags e pessoas que o utilizado segue. Quando o post mencionar tópicos ou empresas que vão ao encontro dos seus interesses, vai aparecer no feed.
  • Envolvência. É medida segundo a probabilidade de envolvimento do utilizador e do envolvimento geral.

 

 

As alterações mais significativas do algoritmo do LinkedIn

Mulher preocupada quando o algoritmo muda outra vez.

 

 

 

 

 

 

 

 

No relatório anual que a Just Connecting elabora sobre o algoritmo do LinkedIn, foram detetadas novos desenvolvimentos praticamente em todas as semanas de 2022.

Algumas das atualizações mais significativas foram as seguintes.

  1. Pela primeira vez, é permitido que um mesmo utilizador mostre 3 ou 4 mensagens na mesma sessão de scroll.
  2. O LinkedIn dá agora mais alcance aos criadores de conteúdos fortemente ativos (com grande base de seguidores) do que aos membros que apenas recentemente começaram a publicar conteúdos (ou que são menos ativos).
  3. Os criadores de conteúdo viram um aumento no alcance (em cerca de 20% a 25%) e no envolvimento (cerca de 15% a 20%) das suas publicações. Por outro lado, 99,9% dos membros sofreu uma queda de 15% de alcance e 10% de envolvimento.
  4. Os criadores de conteúdos, devido ao seu grande número de seguidores, aceleram o crescimento logo após a publicação. Como têm muitos seguidores, têm um aumento notável de notificações através da campainha.
  5. O tempo de permanência perdeu importância em relação ao ano passado. Os posts mais curtos têm melhor desempenho e as plataformas deslizantes perderam algum alcance. O compromisso nos primeiros 90 minutos continua a ser o fator decisivo.

 

O que fazer

  • Nutrir o post ao responder a comentários recebidos com os seus próprios comentários, especialmente nas primeiras 12 horas (#interação)
  • Deixar um comentário “novo e esclarecedor” no seu próprio post após 24 anos, para obter melhores resultados (#newinsight)
  • Convidar pessoas a tocar a campainha do seu perfil. Vai arrancar o crescimento do post porque o LinkedIn vai notificar as pessoas assim que for publicado.
  • Usar hashtags (máximo 10 em cada post)
  • Usar emoticons (máximo 4 em cada linha e 10 em cada post)
  • Publicar selfies (em posts pessoais) devolve 3 vezes mais envolvência e 2,5 vezes mais alcance
  • Criar post com dimensão entre 1200 e 1600 caracteres (em 2021 a dimensão recomendada era entre 1500 e 2500)
  • Definir “quem pode ver o meu post” e “quem pode comentar o meu post” para “Todos”
  • Desenvolver um hashtag personalizado. Ter mais de 1000 seguidores influencia o alcance substancialmente, porque oferece à sua audiência a oportunidade de se envolver com múltiplos posts.

 

O que não fazer

  • Editar o post nos primeiros 10 minutos. Isso pode provocar uma redução no alcance do post até 40%.
  • Ser o primeiro a comentar o próprio post. Isso pode reduzir o alcance até 20%. Tenha cuidado para não “pin your coment” demasiado depressa.
  • Usar mais de 10 hashtags. 3 hashtags fortes são suficientes.
  • Usar 2 ou mais linhas em branco.
  • Usar apenas uma linha de texto (e múltiplas linhas em branco) antes de o LinkedIn mostrar a opção de “ver mais”.
  • Usar mais de 3 linhas de outros tipos de fontes.
  • Usar cada linha de texto seguidas de linhas em branco.
  • Usar menos de quatro linhas de texto (tempo de permanência em falta e opção “ver mais”).
  • Fazer posts bilingues (o mesmo texto em dois idiomas diferentes) no mesmo post.

 

 

FAQ

Volta de 360º a cientista frente a ecrãs com fórmulas matemáticas.

  • O que é o LinkedIn?

O LinkedIn é a rede maior rede profissional do mundo, com a ambição de conectar profissionais de diversos pontos do globo e ajudá-los a tornarem-se mais produtivos e bem-sucedidos. Foi fundada por Reid Hoffman e lançada oficialmente em 5 de maio de 2003 e adquirida pela Microsoft em dezembro de 2016. Hoje em dia é liderada por Ryan Roslansky.

 

  • Quantas pessoas usam LinkedIn?

Em abril de 2022, o LinkedIn tinha mais de 830 milhões de utilizadores a nível mundial, distribuídos por 200 países e territórios.

 

  • O que é o algoritmo?

Um algoritmo define-se como uma sequência de instruções rigorosas e bem definidas, usadas em matemática e ciência da computação para resolver problemas matemática específicos, executar tarefas ou realizar cálculos e equações. É associado a computadores e a estratégias de otimização para motores de pesquisa.

 

  • Como funciona o LinkedIn Analytics?

O LinkedIn Analytics é uma ferramenta que ajuda a analisar dados demográficos, interações e eficácia do seu desempenho na plataforma. Está disponível em versão gratuita ao clicar em “Insights” na sua conta. A versão paga faz parte do pacote LinkedIn Premium, que fornece dados mais precisos e completos sobre a consciência de marca, credibilidade, conteúdos publicados, impressões, alcance, cliques e partilhas.

 

Referências:

About LinkedIn

Your Guide to Improve Your Marketing 2022 – LinkedIn Analytics

LinkedIn Algorithm: How it Works in 2022 – Hootsuite

Just Connecting 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top