SmartLinks

Smart Blog

A diferença entre KPI e OKR e porque é importante saber isso

dashboard de dados

Se fosse necessário responder a esta pergunta numa única frase, diríamos que a diferença entre KPIs e OKRs é a similar à diferença entre olhar para uma peça de um puzzle (KPI) ou para o puzzle inteiro (OKR).

 

Agora para as explicações mais detalhadas:

 

Muitos clientes e gestores ainda não sabem a diferença entre KPI (Key Performance Indicator) e OKR (Objectives and Key Results). Ambos são importantes para medir o desempenho, mas cada um tem as suas próprias vantagens.

 

Neste artigo, explicamos quais são as principais diferenças entre KPIs e OKRs, e porque é geralmente mais importante para um cliente e agência focar-se em OKRs.

 

 

Descrição de KPIs e OKRs

 

Os KPIs (Key Performance Indicators) são: indicadores que ajudam a medir o desempenho de fatores considerados importantes para alcançar o sucesso numa determinada estratégia ou ação – neste caso de campanhas de marketing digital. Mostram se um objetivo está a ser atingido e refletem o progresso das ações para alcançar esses fatores que definimos à partida.

 

Os exemplos de KPIs mais comuns são o número de visitantes no site, o retorno sobre investimento (ROI) e o número de vendas.

 

Os OKRs (Objectives and Key Results) são: uma estratégia de gestão mais abrangente que visa ajudar uma empresa a atingir os seus objetivos. Em vez de medir o desempenho individual, eles focam-se em estabelecer metas globais para as áreas da empresa – vendcomo, marketing, produção, etc.

 

 

A maior diferença entre os KPIs e os OKRs está no mindset que impõe ao utilizador

 

Os KPIs são mais adequados para acompanhar o desempenho de uma determinada ação – por exemplo, acompanhar o desempenho de uma campanha de marketing digital. Como correu aquela ação no LinkedIn ou o envio daquela newsletter.

 

Os OKRs, por outro lado, servem para estabelecer metas globais a longo prazo, que guiam as decisões estratégicas da empresa e ajudam a orientar os esforços de marketing.

 

Ou seja, os KPIs são mais adequados para medir o desempenho individual, enquanto que os OKRs são mais adequados para fazer uma avaliação geral do desempenho como um todo.

 

 

Porque os OKRs são (geralmente) mais importantes?

 

Esta diferença torna os OKRs mais apropriados para as agências digitais e seus clientes, pois esta abordagem permite que se estabeleçam metas globais que realmente importam ao negócio (porque cliques e visitantes no website raramente são métricas de negócio importantes).

 

A metodologia OKR (em português: Objectivos e Resultados Chave), foi criada nos anos 70 por Andrew Grove (aka. Andy Grove), na altura em que trabalhava como engenheiro na Intel e foi inventado com o propósito de servir como ferramenta de gestão, servindo para que as equipas da Intel obtivessem clareza na forma como a empresa definia o sucesso.

 

Desde a altura em que foi criada até agora, foi usada com sucesso em grandes empresas como o Google, Amazon, Deloitte, Microsoft ou Oracle, só para citar algumas.

 

Por exemplo, a Google utiliza os OKRs como ferramenta de gestão para garantir que as suas várias equipas atinjam os objetivos globais prioritários. Os OKRs ajudam a orientar decisões estratégicas e permitem que os corpos de gestão tenha uma perspectiva de desempenho a longo prazo.

 

Por tudo isto, pensamos que uma abordagem a projetos de clientes com a metodologia OKR é a melhor forma de garantir alinhamento estratégico entre cliente e agência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top