SmartLinks

Smart Blog

Google revela tendências Travel – 2022

O verão é tipicamente uma estação composta por dias longos e quentes, férias prolongadas e uma apetência cada vez maior por viagens.

As tendências travel em Portugal foram o tema de uma formação para agências de marketing promovida pelo Google, em que a SmartLinks esteve presente.

Estas são as principais tendências travel registadas no Google:

Como está a evoluir a procura de viagens em Portugal?

  • As pesquisas por hotéis estão a ultrapassar os níveis de 2019; – Pela primeira vez desde a pandemia, a procura internacional ultrapassou a doméstica nas últimas 4 semanas;
  • O Top 5 dos mercados de origem que ultrapassaram os valores de pesquisa de 2019 é constituído por:
  1. Reino Unido
  2. França
  3. Espanha
  4. Alemanha
  5. Estados Unidos

Em que regiões estão os turistas interessados?

  • No top de pesquisas por alojamento encontram-se o Algarve e Lisboa;
  • Comparativamente a 2019, há um grande aumento de pesquisas por Açores e Madeira.

Quando estão a planear viajar (antecedência e duração da viagem)?

  • Na pesquisa internacional, procuram em média 55 dias antes da data de voo. Procuram por férias de duração longa (entre 7 a 15 dias);
  • Na pesquisa domésticos, procuram em média com 44 dias antecedência.

Como se compara Portugal com outros destinos?

  • Há um atraso no crescimento, comparativamente a 2019, em relação aos outros destinos;
  • EUA tem um grande aumento na procura por alojamento em Portugal, o que pode ser uma oportunidade para captar clientes com maior capacidade financeira característica deste mercado.

 

Google Travel Insights

Para explorar bem as tendências de viagens, a plataforma Travel Insights with Google fornece dados locais em tempo real. É um autêntico manancial de informação capaz de concentrar todos os dados sobre viagens, reservas, hotéis e destinos.

Diz-nos por exemplo, que:

  • A Turquia é o destino com crescimento mais rápido a nível global (75%);
  • Espanha é o país que gera mais interessa a nível interno;
  • Lisboa é a primeira cidade a ser pesquisada a nível doméstico. Além do Travel Analytics Center, o Google disponibiliza ainda o Destination Insights e o Hotel Insights. Nestas plataformas, todos os intervenientes no setor turístico podem analisar tendências e acompanhar desempenhos da indústria. Com esse conhecimento e na posse de dados comparativos e de crescimento, será possível tomar as melhores decisões para cada negócio.

 

Vai viajar? Partilhe! As redes sociais agradecem

O Google está a testar um novo formato para consultas de destino, diz o Search Engine Roundtable, que reporta os tópicos mais interessantes que decorrem nos fóruns SEM (Search Engine Marketing).

Este formato não só mostra um carrossel onde sugere coisas para fazer em cada destino, como também exibe um formato de story na secção “Descobrir”. Aqui, incorpora histórias do TikTok, YouTube, Twitter, Facebook e outras plataformas sociais.

 

Revenge Travel e outras tendências

O termo ‘revenge travel’ deriva do ‘revenge spending’ e pode ser traduzido como ‘viajar por desforra’. Surgiu na década de 1980 China, que se “vingava” de um longo período de privação do consumo com um excesso de gastos. Em 2022, as pessoas desforram-se de dois anos em que praticamente não puderam sair de casa investindo fortemente em viagens de luxo, explica o jornal brasileiro O Estadão.

Outra tendência de férias prende-se com a necessidade de segurança. A webtalk ‘Ir de férias em segurança: as novas tendências e os riscos do futuro’ contou com diversos especialistas na área de assistência aos viajantes, turismo e hotelaria, que identificarem o papel dos seguros como uma nova realidade.

“O pós-covid trouxe mudanças aos viajantes e turistas que procuram férias este ano” analisa o jornal online ECO. “Há entusiasmo redobrado e novas preocupações com a saúde e algumas tendências passadas renasceram mais sedimentadas”.

Já no ano passado a Google tinha detetado esta tendência. “As pessoas estão ansiosas por viajar, desde que o possam fazer em segurança.” Evitar filas, reservar online e apurar avaliações antes de viajar foram as formas encontradas pelos viajantes de 2021 para garantir alguma tranquilidade durante as férias.

Por seu lado, o IPDT – Turismo e Consultoria, com sede no Porto, lista os 10 fatores que podem impactar o setor das viagens em 2022. Alguns deles, como é possível constatar, coincidem com o que já falámos ao longo deste artigo.

  1. Testes COVID-19 antes de viajar
  2. Gestão da pandemia no destino
  3. Turismo interno – a descoberta do próprio país
  4. Planeamento cuidado de viagens internacionais
  5. Estadia em casa de amigos e familiares
  6. GOAT (Greatest of All Trips) – a vontade de fazer viagens de sonho
  7. Beleza e bem-estar – a procura por cirurgias estéticas e tratamentos de beleza especializados
  8. Sustentabilidade – viagens com menor impacto ambiental e turismo ‘verde’
  9. Travel light – a tecnologia permite viagens mais leves, apenas com a mala e smartphone
  10. Criptomoedas – transações e pagamentos com moeda virtual

 

Viajar a partir de 2022 – intenções e preocupações

A Tripadvisor, em parceria com a Ipsos MORI, lançou o estudo Travel in 2022 — A Look Ahead. A investigação, resumida no Lodging Magazine, aborda as tendências de viagem e a intenção dos consumidores em viajar a partir de 2022, tendo em conta a diferença de atitudes e comportamentos em relação ao período pré-pandémico.

E foram estas as conclusões:

  • As viagens planeadas em 2022 ultrapassam as que foram realizadas em 2019;

Nos 5 mercados principais incluídos na pesquisa, aqueles que provavelmente viajariam por motivos de lazer em 2022 ultrapassam os níveis de viagens pré-pandémicas relatados.

  1. Reino Unido: + 6%
  2. Estados Unidos: + 8%
  3. Singapura: + 2%
  4. Austrália: + 7%
  5. Japão: + 5%
  • Turistas provenientes de certos mercados esperam gastar mais dinheiro em 2022, em comparação com 2019. Por outro lado, outros querem gastar menos. Mas, independentemente dos gastos efetivos, 25% dos viajantes afirma que é mais importante do que nunca gastar algum dinheiro em grandes viagens.
  1. Estados Unidos: + 29%
  2. Austrália: + 16%
  3. Singapura: + 7%
  4. Japão: – 30%
  5. Itália: – 19%
  6. Reino Unido: – 1%
  • As viagens domésticas continuam a ser predominantes. Apesar do apetite revelado por grandes viagens, a maioria opta por ser turista dentro do próprio país.
  1. Singapura: 74%
  2. Reino Unido: 73%
  3. EUA e Austrália: 68%
  4. Japão: 50%
  • Por outro lado, os viajantes procuram viver novas experiências. A partir de 2022, querem viajar para um destino onde nunca estiveram antes, ver novas paisagens, viver emoções diferentes e aprender mais sobre a cultura e a história de outros povos. Uma intenção mais forte agora do que antes da pandemia.
  • As incertezas e restrições derivadas da pandemia, os números de Covid-19, os protocolos de segurança e a imposição de quarentenas ainda estão a limitar as viagens a nível mundial. Entre 72% e 85% dos viajantes afirma que a limpeza do hotel é um fator importante. E 1 em cada 10 turistas diz que prefere visitar destinos com baixo número de Covid-19.

 

 

Hotel? SmartLinks!

Tem um hotel, agência de viagens ou empresa de operação turística e gostaria de otimizar as suas campanhas digitais? Fale com a SmartLinks – Agência de Marketing Digital e SEO. Estamos cá para fazer a sua marca levantar voo nos motores de pesquisa!

A SmartLinks é especialista em hotelaria e tem parcerias com entidades predominantes no setor, como a Associação de Hotelaria de Portugal e a GIATA, um channel manager de conteúdos de hotéis detentora do maior banco de dados do mundo no que diz respeito a hotéis, operadores e OTAs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top